O Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS) em Santa Catarina, um dos mais elevados do país para o setor após o fim do regime especial que existia até 2016 foi um dos assuntos abordados pelo presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes em Santa Catarina (Abrasel SC), Raphael Dabdab, nessa quarta-feira (12), em encontro com o secretário de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, Leonel Pavan. No ano passado o governo do Estado retirou o benefício do tributo dos restaurantes de 3,2% sobre a venda bruta e passou para 7%, acarretando aumento de 135%. Na ocasião também estava presente Fábio Queiroz, ex-presidente e atual conselheiro da entidade.

Ainda durante a conversa, que ocorreu em reunião da Comissão de Turismo e Meio Ambiente da Assembleia Legislativa, Dabdab lembrou que muitas empresas locais fecharam devido à medida. Pavan também confirmou presença na abertura do festival Brasil Sabor, da Abrasel, que ocorrerá no dia 17 de maio desse ano, no Toro Steak House, e no encontro nacional da entidade, entre 7 e 9 de novembro, na capital catarinense.