sc.abra

No Programa RIC NOTÍCIAS SC de ontem (05/8), foram divulgadas as últimas novidades sobre as negociações a respeito do aumento do ICMS em Santa Catarina. A retirada dos incentivos fiscais vem repercutindo no setor produtivo catarinense e os empresários estão preocupados com a possível redução da produtividade. Os reflexos devem respingar também no consumidor. As negociações com o Governo não estão evoluindo e os possíveis investimentos tendem a cair. A alíquota de muitos produtos de 7% foi elevada para 12% ou 17%, como é o caso das carnes de aves e suínas, queijos e pães especiais. A água mineral foi tirada da cesta básica e está custando 142% a mais de impostos na hora da venda da indústria ao comércio. Para o consumidor, os reflexos começam no supermercado. A alíquota do gás de cozinha passou de 7% para 17% e esse impacto será no custo da refeição. Se for mantida alíquota também para agrotóxicos, os próximos aumentos serão em produtos do campo. Tramita em reunião a proposta de projeto que suspende o aumento de impostos até dia 31/08/2019, e, até lá, a Alesc e os empresários trabalham em outros projetos que regularizem a situação.

Comentários